fechar× Entre em contato 71 3242-1084 / 3491-0710

Menos riscos e mais economia



Eu tenho me dedicado há alguns anos à contribuição da formação de administradores e síndicos profissionais, porque entendo que, quanto mais esses agentes tiverem conhecimento sobre leis e normas, o mercado será cada vez mais cercado de boas empresas. Isso favorece também a nossa empresa que procura prestar um serviço de excelência e qualidade.

Na minha experiência de quase 30 anos no mercado de elevadores, noto que muitos problemas que são constatados nos condomínios estão ligados ao total desconhecimento dos síndicos e administradores de informações fundamentais para gestão do patrimônio do condomínio. Em minhas apresentações eu ressalto sempre a necessidade de conhecimento da legislação que rege a atuação das empresas de manutenção de elevadores. 
Em Salvador existe a Lei 6.975 que, dentre outras, faz duas exigências que normalmente as empresas que prestam serviços de manutenção em elevadores não cumprem. O artigo 14 dessa lei diz que as manutenções preventivas não podem ultrapassar 30 dias. 

Esse item, de maneira geral, não é obedecido pelas empresas, nem mesmo pelas grandes. Isso porque, para maximizar a receita, muitas empresas sobrecarregam os técnicos com rotas com número inchado de elevadores e entregam para o técnico realizar tanto as manutenções corretivas e preventivas. Na prática, não se consegue realizar a manutenção preventiva porque, ao chegar num prédio para fazer manutenção, o técnico recebe um chamado de um outro prédio com elevador parado, obrigando-o a encerrar o atendimento de rotina preventiva para socorrer outro cliente. Às vezes o condomínio paga uma verdadeira fortuna, acreditando que está tecnicamente amparado, mas, na prática, isso não ocorre.

A outra exigência da lei é o uso do Selo de Inspeção com registro da data e do técnico que realizou a manutenção preventiva. É, portanto, prerrogativa do condomínio que a empresa mantenedora fixe esse selo devidamente preenchido em local de fácil visualização.

Por isso, os síndicos e administradores precisam solicitar o agendamento da manutenção preventiva, acompanhar a sua realização mensal e a atualização do Selo. Somente assim será possível melhorar o nível dos serviços ofertados no mercado baiano.


Vandilson Alves é engenheiro e perito em transporte vertical e escadas rolantes há mais de 25 anos. Atua como consultor de empresas e órgãos públicos para assessoria a projetos, realização de vistorias, inspeções, diagnósticos e perícias. vandilsonalves.engenharia@gmail.com.




 
Vandilson Alves, 17.NOVEMBRO.2016 | Postado em Elevadores
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...