28/11/2017

Choque de gestão

Por: Carla Brayner



SÍNDICO FAZ TRANSFORMAÇÃO NO CONDOMÍNIO SALVADOR SUÍTES RESIDENCE


Focado em colocar as finanças em ordem, sem perder a qualidade dos serviços e das manutenções necessárias, Emerson Villas Boas, síndico do condomínio Salvador Suítes Residence, localizado em Jardim Armação, implantou ações eficientes para reduzir custos. Em seu segundo mandato, ele concilia três funções: síndico, administrador do condomínio e empresário. 

Em 18 meses, Emerson reduziu a inadimplência em 30% e economizou mais de R$ 100.000,00. “Consegui essas reduções, acumulando as funções de síndico e administrador sem remuneração. A inadimplência chegava em 36%, depois, não passava de 6%. Fizemos um choque de gestão, então, evitamos os desperdícios, enxugamos o quadro de funcionários e diminuímos a nossa conta de energia de R$12 mil para R$7 mil. Renegociamos contratos, trocamos fornecedores e reduzimos a inadimplência, em alguns casos, ajuizando ações”, conta Emerson.

O síndico trabalha para não perder a qualidade dos serviços, não endividar o condomínio e zerar as inadimplências. “Pagamos todos os fornecedores em dia, nossos colaboradores passaram para o regime de gestão própria e estamos há 18 meses sem aumento da taxa condominial”, conta Emerson, que afirma que o síndico, além de gestor, é um grande gerenciador de conflitos com habilidades para amenizar problemas, até mesmo dos funcionários. 

Outro grande marco de sua gestão foi realizar mudanças mesmo recebendo críticas: criação de parquinho infantil em área vazia, fechamento da portaria com vidro e instalação de porta com leitura biométrica para acesso rápido de condôminos e colaboradores. 

Além disso, melhorou a segurança, auxiliando até a Polícia Militar. “Aumentamos o número de sensores de presença na área da segurança e o de câmeras de alta resolução com monitoramento interno e externo. O resultado foi extraordinário, pois não tivemos problema de furto ou roubo, conseguimos identificar as infrações de alguns condôminos, que às vezes deixam de cumprir a convenção e ainda pudemos colaborar por diversas vezes com a polícia, cedendo cópias de imagens para elucidações de casos de furtos e roubos na área do entorno do condomínio, que é totalmente monitorada”, diz o síndico. 

Agora, pretende realizar a automação da portaria, sem demitir funcionários. “A automação irá possibilitar uma maior segurança. Além de evitar contratação de pessoas por falta, afastamentos e hora extra. Com isso, vamos manter o nosso planejamento orçamentário”, conclui Emerson.



 

Tags: Gestão  Planejamento orçamentário  Redução de custos  Síndico  

Comentários

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710