Banner
 

17/07/2013

Fogos de artifício

Por Carla Farias

Uma tradição das festas comemorativas de São João representa perigo em muitos locais

Entre os meses de junho e julho, a população baiana tem o costume de acender fogueiras e soltar fogos de artifícios para comemorar os festejos que marcam o período. É claro que as chamas da fogueira, e a beleza das luzes dos fogos fazem com que a festividade seja ainda mais interessante, mas o risco que muitos correm com a introdução desses divertimentos podem acarretar em muitas consequências. 
 
"Neste período, é importante orientar os moradores sobre o uso de fogos nos condomínios, e verificar a  necessidade de um plano de emergência, rotas de fuga em caso de sinistro, manutenção dos equipamentos portáteis de combate a incêndio e treinamento com moradores e funcionários para prevenir contra qualquer tipo de acidente com fogos, e incêndio", disse a Capitã do Corpo de Bombeiros Ana Souza. 
 
Para os que não deixam de soltar os fogos de artifícios, é importante verificar as classes e recomendações de utilização expostas nas embalagens dos fogos e não deixar crianças soltá-los sozinhas. "Em caso de queimaduras deve-se resfriar o local com água a temperatura ambiente (água da torneira), não colocar produto sobre a queima­dura e posteriormente encaminhar aos cuidados médicos", informou o médico Daniel Gomes. 
 
Em se tratando de prevenção contra incêndios, a síndica profissional Eunice Ribeiro dá dicas interessantes: "Uma vez síndico, devemos estar atentos à todas as obrigações. Com relação a incêndio eu passo as seguintes instruções: as escadas de emergência devem permanecer sempre livres; as luminárias de emergência sempre funcionando; os extintores deverão ser sempre recarregados no prazo de validade; as portas corta fogo devem estar em perfeito estado de uso, e sempre fechadas; Brigada de Incêndio deve ser formada e treinada para orientar funcionários e os condôminos à evacuar o prédio e  prestar os primeiros socorros. Além de testar a central de alarme e realizar simulação".
 
De acordo com o artigo 21 do Decreto nº 12.163 de 07 de junho de 2010, fica proibido soltar bombas, fogos de artifício ou pirotécnico nas portas, janelas, terraços dando para via pública.

 
 

Tags:   

Comentários

Outras matérias

13/07/2015

Doenças alérgicas

17/07/2013

Fogos de artifício

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710