Banner
 

15/09/2014

Conflitos em condomínios

Por Carla Brayner

O que fazer para obter a paz e evitar tragédias

No dia 02 de junho, um crime chocou a população. O publicitário Eduardo Martins brigou com o zelador Jezi Lopes de Souza do prédio que morava, ele caiu e bateu a cabeça no batente da porta. A morte teria sido acidental, segundo o pu­blicitário, que afirma que se desesperou e resolveu sumir com o corpo do zelador e esquartejá-lo. Eles tinham pro­blemas de convivência, e em uma das suas discussões, o morador cometeu o crime. E agora surge a questão, o que fazer para controlar e evitar essas atrocidades nos condomínios?

De acordo com o advogado especialista em condomínios, Márcio Rachkorsky não existe fórmula mágica para a paz, mas algumas ações da adminis­tração podem evitar e prevenir tragédias. “Entre elas está eleger sempre o diálogo como ferramenta para dirimir conflitos e buscar sempre uma mediação para aproximar os vi­zinhos briguentos. Às vezes, uma boa conversa é me­lhor do que uma multa”, disse Rachkorsky. 

A especialista em direito condominial e sócia da empresa Adcon Administração de Condomínios, Rosemar Smera, cita que tem rela­tado vários problemas de convivência em condomínios, especialmente com barulho, vazamentos e cachorros. “Habitualmente procuramos fazer uma reunião com os envolvidos para tentar conciliar e resolver o problema, embora nem sempre a gente consiga solução. Às vezes tem vazamentos entre as unidades e o morador causador do problema não quer quebrar o azulejo e somos obrigados a tentar fazer o serviço de baixo para cima, o que torna mais problemático”, completou Rosemar. 

“Tentar contato com os familiares de moradores mais problemáticos, para pedir apoio e auxílio, é outra alternativa. Casos mais complexos podem exigir a consultoria de um psicólogo para uma abordagem mais técnica com os envolvidos. Os funcionários também devem ser treinados para se desvencilhar de situações conflituosas com moradores exaltados, além de investir em sistemas modernos de vídeo, para coibir ações de vanda­lismo e violência, bem como para produzir provas contra infratores”, alertou Márcio. 



 

Tags: Conflitos  Convivência  

Comentários

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710